A mãe do famoso tenor italiano Andrea Bocelli revelou em uma entrevista a um canal de televisão que, quando estava grávida, os médicos recomendaram abortar o seu filho porque ele nasceria com uma doença congênita, entretanto, ela se recusou.

No programa "Domenica In", transmitido pelo canal italiano Rai1, Edi Aringhieri, contou: "Cheguei ao hospital por causa de fortes problemas no meu ventre".

"Recordo quando (os médicos) me disseram: Aborta, pois o seu filho será cego. Disseram que ele nasceria com uma doença congênita que o levaria a perder a visão. Eles me aconselharam a abortar, mas não abortei", manifestou.

Ela expressou que "queria contar essa história para dar força às famílias que enfrentam situações parecidas às que eu e a minha família vivemos".
No programa, também apresentaram um vídeo no qual Andrea conta a história de como a sua mãe foi hospitalizada por "um simples ataque de apendicite" e que "esta jovem mulher corajosa decidiu não abortar, e o menino nasceu (...) Posso dizer que esta foi a decisão correta".

Depois de ouvir o testemunho do seu filho, Edi Aringhieri disse que, devido a essa história, "não podem imaginar como as mulheres norte-americanas me adoram", e brincou dizendo que ?isso me torna muito conhecida?.

Em seguida, ela explicou que "Andrea nasceu com glaucoma", uma doença que chega a provocar a perda progressiva da visão. Quando era criança, "todos me diziam que crescia o seu bulbo ocular. Eu lembro que ele não conseguia suportar a luz do sol e tinha muitas dores de cabeça", contou.

A mãe do tenor comentou que, em um hospital de Turim, o seu filho "conheceu um homem russo que era um grande amante da música sinfônica, que escutava todos os dias durante sua recuperação".

"Foi quando Andrea percebeu que estava encantado por esse gênero musical, chegava a esquecer que estava em uma clínica. Ele já não lembrava que estava em um tratamento, estava fascinado pela música", destacou.

Andrea Bocelli perdeu completamente a sua visão aos 12 anos, depois de receber um golpe na cabeça durante um jogo de futebol.

Em uma entrevista ao jornal "Il Foglio", o tenor afirmou: "Com as minhas convicções pessoais, de católico fervoroso, não só luto contra algo, luto por algo e sou a favor da vida".

Sendo um cantor famoso no mundo inteiro, Bocelli também realizou concertos em locais e eventos católicos, como no templo expiatório da Sagrada Família na Espanha, no Santuário Nacional de Aparecida no Brasil, no Vaticano e também durante o Encontro Mundial das Famílias nos Estados Unidos em 2015.

FONTE: acidigital