16
Março

Padre Haroldo é palestrante convidado no 1ª Seminário de Yoga da Unicamp

POSTADO POR ADMIN ÀS 13:14
Adepto da prática de Yoga há cerca de 30 anos, Padre Haroldo Rahm vai participar, neste fim de semana, do 1º Seminário de Yoga da Unicamp. Realizado pela Faculdade de Educação Física, o encontro, marcado para 17 e 18 de março, vai reunir profissionais da área para abordar as diversas vertentes do Yoga representados por professores da região de Campinas. 

As inscrições, limitadas, já estão esgotadas.

No evento, Padre Haroldo foi convidado para coordenar uma sessão prática de Yoga Cristã, no sábado (17) pela manhã. Responsável pela criação do movimento de mesmo nome, o sacerdote já levou a atividade para a televisão, escreveu livros sobre o assunto e produziu vídeos sobre o conteúdo. Diariamente, o missionário pratica o Yoga das 5h às 6h da manhã.

Padre Haroldo

Com 99 anos recém completados, em 22 de fevereiro, Padre Haroldo Rahm, mora no Brasil há 54 anos. Norte americano, nasceu no Texas em 1919 e em 1964 chegou ao Brasil para uma missão jesuíta, decidindo permanecer no país e naturalizar-se.
Aqui, iniciou um trabalho atendendo pessoas em situação de vulnerabilidade social, provendo ações de inclusão social, que em 2018 completam 40 anos e alcançam anualmente uma população de aproximadamente 10 mil pessoas no IPH (Instituto Padre Haroldo).

Na entidade, o atendimento dá-se nos programas de Prevenção, Acolhimento Institucional, Recuperação de Dependência Química e Programa de Trabalho e Renda. Por mês, são atendidas diretamente na entidade 1.500 pessoas, entre gestantes, bebês, crianças, jovens, adolescentes e adultos.


I Seminário de Yoga na Unicamp: Corpo e Transcendência
17 e 18 de Março
Faculdade de Educação



Fonte: RMC URGENTE

16/03/2018
fechar

Recomende:






fechar

Comentário:






separa
08
Março

OITO DE MARÇO, DIA DA MULHER! MÊS DA MULHER.

POSTADO POR ADMIN ÀS 10:55

Ora et Labora gostaria de poder homenagear todas as mulheres na pessoa da mais representativa delas: MARIA DE NAZARÉ.

Ela é o sonho de todos os homens, pois ela é precioso cofre que encerra todas as belezas e virtudes femininas.

Nela o próprio Criador deposita toda a ternura e a potência da criatividade que é o Verbo do Pai, através do qual, tudo cria, tudo sustenta e da vida.

Primeiro Amor do mundo, primeiro sonho divino, devia conter o infinito que não pode ser aprisionado.

O Pai veste-a de sol, cinge-a de coroas de estrelas e lhe confere o poder de esmagar o dragão da morte, com e através do seu Filho.

Filha do Filho, nEle e com Ele, resgata os filhos. Esposa do Amor, inflama os corações no silêncio da sua humildade. 

Todas as gerações, depois do Anjo, reconhecem que o Pai a adorna da plenitude da graça, por isso, a todo instante, no céu e na terra, ecoa a saudação: 'Ave, cheia de graça'.

Maior nobreza impossível! 'Umile ed alta più che creatura' (humilde e alta mais que qualquer criatura) (Dante).

Mãe de Deus torna-se mãe, serviço-amor-solicitude para com os homens. Servindo sua prima Elizabete, é canal do Sopro Divino. Com sua intuição materna, provoca os milagres que mudam a água em vinho: gera o Filho no coração dos homens.

Toda mulher é Maria: nela espelha-se o encanto da virgem, o amor da esposa, a fecunda ternura da mãe, a operosidade silenciosa da viúva.

Forte aos pés da cruz, troca o Filho com os filhos e torna-se mãe da humanidade. A oração no Cenáculo, junto aos discípulos, é gestação e nascimento da Igreja do Filho.

Como diz Carlos Mesters, a história da cristandade é uma imensa procissão do povo humilde carregando o andor de Nossa Senhora.

Mais que procissão, Maria reproduz sua história na canção contemplativa do povo que 'exulta em Deus Salvador, pois faz maravilhas, derruba os poderosos de seus tronos, exalta os humildes e sacia os famintos'.

Entre o povo humilde, com certeza, está a menina pobre obrigada a vender seu corpo por um prato de comida, a criança violentada pelo próprio pai ou religioso, a mulher objeto, traída e abandonada, a mãe que chora pelo filho morto ou desaparecido, a mulher a procura de amor, a perseguida por amar, a caluniada e sem defesa, a detenta abandonada, a condenada, ainda hoje, à lapidação.

Com certeza a mãe do Salvador continua em baixo destas cruzes a socorrer e enxugar tantas lágrimas das nossas mulheres.

Nós suplicamos, Virgem Mãe Aparecida, pobre, humilde e negra, levai todas as mulheres para a Salvação do vosso Filho, agora e na hora do encontro com o Pai. 

Amem!

fechar

Recomende:






fechar

Comentário:






separa
06
Março

HOMENAGEM ÀS NOSSAS VISITANTES, PARA O MÊS DA MULHER

POSTADO POR ADMIN ÀS 13:57
Cada vez mais o mundo está se afastando da paz, da harmonia e da beleza preferindo guerra, divisões e ódio. 

Talvez nunca como nos dias de hoje, o mundo, e especialmente o Brasil, está tão dividido e marchando há longo passos para conflitos em todos os setores da vida. Estamos em uma corrida vertiginosa para o desespero, a violência e o suicídio. 

O que estaria faltando? Racionalidade? Não, está faltando AMOR. A mulher verdadeira símbolo do amor, ela pode com sua intuição, pacificar os filhos briguentos.

Maria, a mais nobre de toda as criaturas, aquela que atraiu o Filho de Deus em seu seio, o Príncipe da paz, Aquele que de todos os povos consegue fazer um só povo de Deus, ajude-nos a nos pacificar.

Jesus que nos deu a sua própria mãe, e quer fazer de nós um só corpo, e um só espírito, possa através dela, nos dar a alegria de viver, como fez em Canaã. Que nossas divisões se transformem em diálogos, que nosso ódio se transforme em amor. 

Que a tristeza de vermos o caminho de perdição se transforme em alegria e esperanças. Se tudo isso parece sonhos, ou ilusões, o Deus de amor, que se tornou Homem no seio de Maria poderá transformar a tragédia que incumbe no Brasil e no mundo na vitória do amor.

Que nosso Deus que se manifesta no vulto feminino de Maria, e de todas as mulheres, possa nos alcançar através de todo nosso capital feminino, a paz, a beleza e a harmonia para o Brasil e para o mundo.
fechar

Recomende:






fechar

Comentário:






separa